Vida que segue. | Uma página de cada vez

17/08/2016



Costumávamos pensar um no outro. Ou pelo menos eu costumava a pensar. Costumávamos a fazer inúmeros sonhos, planejando como seria a nossa vida lá na frente. Agora é cada um pro seu lado. Eu sei, errei. Mas você também. Tentei de todas as formas entender o motivo de não querer mais nada, mas nenhuma resposta me vinha a mente. Do nada se tornou indiferente, frio. Você me falou inúmeras vezes que seu orgulho era maior que você, e convenhamos, nem és tão grande assim.

O que aconteceu com aquela pessoa amorosa e cuidadosa que eu conheci? Se perdeu em outra dimensão? Sinceramente, não sei o que dizer. Tudo o que sinto é como se estivesse ficado no escuro durante todo esse tempo, e que do nada, tu me vem com essa história de não querer me fazer “sofrer” mais tentando iluminar toda essa escuridão. Mas deixa eu te falar algo, tua “lanterna” não iluminou tanto. Eu sei, já tem outro em meu lugar, minha intuição nunca falha. Devo assumir que você foi astuto. Me enganou durante todo esse tempo, e eu como idiota, caí direitinho. Caí na história em que se fez de bom rapaz.

Você abriu mão de tudo o que tentamos construir por conta de outro que já havia convivido. É trágico, mas não para mim. Trágico para você que traiu a si mesmo. Lembro como se fosse hoje de uma de nossas conversas, em que você falou que nunca havia traído e que não faria isso com ninguém. Minha resposta foi da maneira mais simples possível.

-  Não iria trair o outro, mas sim, a você mesmo.

Lembro do jeito em que ficou furioso com essa resposta. Estranhei, assumo, mas não tinha entendido o porquê. Agora sim tudo faz sentindo. Chorei o que tinha de chorar, e eu sei, as lembranças vão ficar. Mas é vida que segue.


 A única coisa que desejo é felicidade. Não desejo nada de mal. É como Bruna Vieira disse em um de seus livros. ‘’ Se você deseja o bem, o bem te deseja também.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ERR4DICANDO. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design