Somos um acúmulo de tudo o que vivemos. | Uma página de cada vez

12/09/2016



A cada dia, milhões de pessoas terminam relacionamentos. Choram, sofrem e fazem tudo o que alguém com o coração partido tem direito. Mas, cada um tem seu jeito de seguir em frente. Porque você seria diferente? Todos nós sabemos, dói. Já sentimos isso, até demais. Digamos que estou sentindo agora. Mas deixa eu te contar algo, você não pode parar sua vida só porque teve o coração partido.

Não, não estou aqui para dispersar o discurso de que "você não precisa de ninguém para continuar vivendo". Até pode ser verdade, mas Isabela Freitas que me desculpe. Sou adepto a lei do companheirismo. Preciso sentir o cheiro, o toque, ouvir a voz de um certo alguém no dia-a-dia. Óbvio, não precisa ser de um namorado(a), pode ser de um amigo(a), um colega de trabalho, quem sabe. Só sei que preciso dessa "atividade diária" pra abastecer o energia há em mim.

Podes até não ser assim, entendo. Já se machucou demais com pessoas que pouco conhecia e pensava que eram quem mostravam ser. Todos nós já passamos por isso. Acho que é isso que me faz seguir em frente. Cair, quebrar a cara e mesmo assim levantar. Com os olhos cheios de lágrimas, quem sabe, mas levanto. Sabe porque? Porque sei que tudo o que passei até agora me ajuda a ser quem sou hoje, e apesar de tudo, tenho pessoas em que realmente posso confiar. Minha mãe, melhor amiga e em mim mesmo.

Somos um acúmulo de tudo o que vivemos. Alegrias, tristezas, angústias... Tudo. Tudo está aí, dentro de você, contribuindo mais e mais para que sejas do jeito que és. Ainda vais experimentar tantos sentimentos, porquê diabos estás deixando de viver? Cabeça erguida sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ERR4DICANDO. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design